Clique aqui para voltar à página inicialhttp://www.novomilenio.inf.br/santos/fotos074.htm
Última modificação em (mês/dia/ano/horário): 08/25/13 23:01:29
Clique na imagem para voltar à página principal
SANTOS DE ANTIGAMENTE
Porto santista, 1ª metade do século XX (1)
O século XX foi de grande transformação nas instalações do porto de Santos, como demonstram as fotos a seguir, tomadas em várias épocas. A primeira mostra o porto por volta de 1902, tendo em primeiro plano o primitivo escritório da Companhia Docas e a chaminé da casa de compressores (que permitiam acionar os guindastes hidráulicos do cais):

Por volta de 1902/3, o cais do porto santista, vendo-se uma das casas de compressores, as linhas férreas para cargas e as embarcações a vela, ainda comuns. Ao fundo, da esquerda para a direita, o Monte Serrate e o morro do Fontana, tendo em último plano a Serra do Mar:


Foto de Guilherme Gaensly. Acervo: Arquivo do Estado de S.Paulo, S. Paulo/SP

Detalhe da foto acima permite observar a atividade dos trabalhadores portuários, em terra e a bordo da embarcação:


Detalhe de foto de Guilherme Gaensly. Acervo: Arquivo do Estado de S.Paulo, S. Paulo/SP

Em cartão postal do Bazar de Paris, do início do século XX, outra imagem do porto, vendo-se ao fundo o Armazém 4 e ao centro as instalações da casa de compressores, com sua chaminé (os compressores é que permitiam acionar os guindastes hidráulicos do cais):


Foto: acervo do cartofilista Laire José Giraud
publicada no suplemento A Tribuninha do jornal santista A Tribuna, em 13/6//1998

A mesma foto, de José Marques Pereira, havia sido publicada em 1902:


Docas - embarque de café e imigrantes
Foto publicada na edição especial da Revista da Semana/Jornal do Brasil de janeiro de 1902

Em cartão postal do início da década de 1920, uma vista do porto desde as instalações do Moinho Santista, com uma das casas de máquinas a vapor para movimentação dos guindastes do porto, e o prédio das oficinas da Cia. Docas, perto do armazém 8 do cais, além de dois navios mercantes a vapor de uma mesma armadora, atracados a contrabordo (um ao lado do outro) e, no meio do canal, o encouraçado São Paulo, da Marinha de Guerra Brasileira. O jornalista José Carlos Silvares (que possui um exemplar enviado de Santos para a Alemanha nas vésperas do Natal de 1926), lembra que a edição do cartão é da firma de Cezar Matheus, sobre originais de Colombo, Francesconi e Ceppo:


Foto: reprodução de cartão postal de João Emílio Gerodetti e Carlos Cornejo, no livro
Lembranças de São Paulo - imagem incluída no Calendário 2002 da Gráfica Guarani, de Santos/SP

Esta foto é do cais do Valongo-Paquetá, cerca de 1910, defronte ao prédio da Alfândega:

Também por volta de 1910, em cartão postal da armadora inglesa Royal Mail, seu navio Amazon (lançado ao mar em 1906) atracando no cais 5, defronte ao prédio da Alfândega de Santos:

A paisagem é semelhante, a época é possivelmente a mesma, porém o navio é outro, na foto a seguir:

Foto: acervo do cartofilista Laire José Giraud, publicada no Jornal da Orla, em 26-27/07/1998

Outro navio europeu de passageiros, o Asturias, entregue à Royal Mail em 1907, escalou por diversas vezes em Santos, como é visto neste cartão postal da armadora:

Outro navio com o nome Asturias, da armadora Mala Real Inglesa (Royal Mail), atracado ao cais santista em 1926:

No início do século XX, navios constantemente chegavam ao porto santista com levas de migrantes, como este:


As fotos acima, sem autoria identificada, foram cedidas pelo Museu do Porto de Santos ou pertencem ao arquivo de Novo Milênio

Leva para a página seguinte da série

QR Code - Clique na imagem para ampliá-la.

QR Code. Use.

Saiba mais