Clique aqui para voltar à página inicialhttp://www.novomilenio.inf.br/santos/mapa253.htm
Última modificação em (mês/dia/ano/horário): 05/01/13 13:53:20
Clique na imagem para voltar à página principal
MAPAS DE SANTOS
De Santos a Cananéia, de 1932 a 1943

Estas plantas foram elaboradas na década de 1930, abrangendo a área litorânea entre Santos e Cananéia, no litoral Sul de São Paulo, na época da construção do ramal ferroviário Santos-Juquiá da Estrada de Fero Sorocabana. Neles aparece ainda o município de Xiririca, que só em 24/12/1948 ganharia a denominação de Eldorado (decreto estadual 433). Os mapas são agora preservados no Museu da Imigração do Estado de São Paulo.

O primeiro mapa, em escala 1:500.000, sem data ou identificação de autoria, mostra o traçado do ramal ferroviário Santos-Juquiá - da então Southern S. Paulo Railway (antecedente da Estrada de Ferro Sorocabana) - que começou a ser construído em 1910. Clique >>aqui<< ou na imagem abaixo para ampliá-la:

Clique na imagem para ampliá-la

Imagem: Museu da Imigração do Estado de São Paulo - Referência: número topográfico MI_CAR_03_02_006_01_01 (acesso: 2/3/2013)

 

Este Mapa do Litoral Paulista entre Santos e Cananéia, em escala 1:200.000, cita o município de Jacupiranga, criado pela lei paulista nº 2.253, de 29/12/1927, e o município de Xiririca, só alterado para Eldorado em 1948, o que permite situar a confecção do mapa entre esses dois limites. No mapa, há também as linhas de navegação marítima entre Santos e Cananéia, bem como a indicação das colônias e principais propriedades na área. Clique >>aqui<< ou na imagem abaixo para ampliá-la:

Clique na imagem para ampliá-la

Imagem: Museu da Imigração do Estado de São Paulo - Referência: número topográfico MI_CAR_03_02_018_01_01 (acesso: 2/3/2013)

 

Este mapa, Trecho da Carta do Estado de São Paulo Compreendido Entre Santos-São Paulo-Itararé-Cananéia, foi elaborado em 1932 pelo engenheiro Willy Fischer, em escala 1:400.000, e inclui um perfil longitudinal do Rio Ribeira de Iguape, bem como divisas municipais, caminhos, estradas de rodagem e ferrovias, limites geológicos e cursos isogônicos (isto é, linhas de igual declinação magnética). Clique >>aqui<< ou na imagem abaixo para ampliá-la:

Clique na imagem para ampliá-la

Imagem: Museu da Imigração do Estado de São Paulo - Referência: número topográfico MI_CAR_03_02_044_01_01 (acesso: 2/3/2013)

 

A planta abaixo , versão monocromática do mapa Trecho da Carta do Estado de São Paulo Compreendido Entre Santos-São Paulo-Itararé-Cananéia, também elaborada em 1932 pelo engenheiro Willy Fischer, em escala 1:400.000, com as mesmas marcações da versão colorida. Clique >>aqui<< ou na imagem abaixo para ampliá-la:

Clique na imagem para ampliá-la

Imagem: Museu da Imigração do Estado de São Paulo - Referência: número topográfico MI_CAR_03_02_045_01_01 (acesso: 1/5/2013)

 

Elaborado  por F. Gagliardi, em 16/11/1942, para o Serviço de Imigração e Colonização da Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo, este mapa mostra o Trecho da Linha Santos-Juquiá da Estrada de Ferro Sorocabana (E.F.S.) entre os quilômetros 55 a 110, em escala 1:50.000. Clique >>aqui<< ou na imagem abaixo para ampliá-la:

Clique na imagem para ampliá-la

Imagem: Museu da Imigração do Estado de São Paulo - Referência: número topográfico MI_CAR_03_03_060_01_01 (acesso: 2/3/2013)